Porque sonhamos? O cérebro seu poder de contar histórias

Um assassino está te perseguindo com um machado. Está na cama com um colega de trabalho. Caminhamos por uma estrada e de repente os pés saem do chão e voam.Os nossos sonhos são assim mesmo, partem das nossas selvagens mentes, onde as regras e a ordem não existem. Quer dizer…. em partes.

Os cientistas que estudam o sonho dizem que não é realmente um fenômeno tão estranho como poderia parecer de outra forma — e mesmo os sonhos realmente estranhos provavelmente não vêm do nada.O cérebro pensa, faz memórias e resolve problemas. Observa novas informações. Processa essa informação determinando o que é importante, o que não é, e o que está ligado a algo que você já sabe. E então o cérebro armazena essa informação ou despeja o que não é útil.

Em outras palavras, nossos cérebros precisam de tempo offline para processar e aprender coisas novas-e eles fazem isso durante o sono. (E há muitas evidências que sustentam a ideia de que o sono torna possível a aprendizagem e o armazenamento de memória.)

Pode ser que sonhar desempenha um papel no processo. Um especialista diz que onde o cérebro está tentando resolver problemas e concluir processos que foram acontecendo durante a vigília que, em suas horas de vigília — não foi concluído.

O cérebro tem o poder de contar histórias

Há certas questões que surgem para as quais nós planejamos um curso de ação potencial ou pensar em um cenário futuro para resolver, é exatamente isso que vemos em nossos sonhos. Ou  vai dizer que você nunca sonhou que estava atrasado para o trabalho ou que estava a procurar as chaves de casa?

É o que os nossos cérebros não conseguem fazer quando estamos acordados. Mas esse tipo de construção narrativa (construir uma história) ainda exige que sejamos conscientemente conscientes,  que é uma característica dos sonhos. Sabemos que estamos sonhando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *