Vamos falar mais sobre essa onda do minimalismo?

(Foto: Pexels.com)
Recentemente a Babee lindona postou uma reflexão sobre o minimalismo excessivo em layouts na blogosfera, uma nova moda entre as blogueiras com uma influência dessa pegada que invadiu a moda, a decoração e a vida de muita gente com estilo mais alternativo por aí. A Babee desabafa falando o seguinte:
“O que as pessoas estão esquecendo é que o minimalismo não quer dizer só usar preto e branco, isto esta tornando uma blogosfera com excesso de layout clean demais muito padronizada, e por diversas vezes, desinteressante, é como se eu estivesse visitando os mesmos blogs sempre, já pararam pra pensar nisso?”
Sinto o mesmo com moda e decoração. As pessoas estão exagerando tanto na onda minimalista que várias pessoas perderam o estilo e viraram cópia de pessoas estilosas de verdade e querem fazer o feed das redes sociais do negocio mais harmonizado e padronizado porque piraram que tem que ser assim.

Aí compram móveis, roupas, acessórios, livros e outros objetos pensando em fotos. Isso não me parece saudável. Não parece fazer parte do consumo consciente que o tal minimalismo prega. O minimalismo pode ter começado com essa ideia, mas hoje em dia tá mais para um concurso de feed de Instagram.

Há pouco tempo atrás vi um comentário em uma conta que sigo de uma menina super estilosa, mas descomprometida (apenas posta foto de looks e fotos de quando saí sem paranoia alguma), a pessoa perguntava se ela fazia armário cápsula. Ela respondeu dizendo que não sabia o que era isso, aí explicaram e respondeu meio sem graça. Por que apesar ela atrair esse tipo de público, regras não a atraem. E por isso que ela é estilosa!

Abdicar de cores não é sinônimo de estilo. (Foto: Pexels)
Também tem a parte de casas e decoração. Pessoas babando em casas com o mínimo de acessórios e objetos como se aquilo fosse vida real. Gente, vida real é cama com roupa usada por cima. Banheiro bagunçado porque não deu tempo de arrumar. Aquilo é outra coisa, aquilo é monotonia. Imagina o trabalhão de ter que limpar os azulejos brancos estilo metrô que custam o olho da cara toda vez que se faz comida porque tem que ficar bem na foto.

Isso não é uma mesa de trabalho. É um cenário de uma foto. (Foto: Pexels)
Todo mundo quer casa bonita, mas tem seus limites. Que nem a Babee falou no post sobre design, dá para aplicar minimalismo com personalidade. Dá para escolher móveis básicos e acessórios que mostrem a personalidade de quem mora na casa. Dá pra postar uma foto com bagunça atrás. Faz parte e ninguém vai ligar, viu? Você não tá tirando foto pra revista de decoração.

Minha dica para não se precipitarem é antes de doarem suas roupas para criar um armário minimalista, guardem e depois de um tempo vistam de novo. De repente vocês vão ver que tem peças que dá para aproveitar nesse conceito mesmo. Quando forem comprar objetos pra casa não se limitem ao preto e branco ou a objetos que não tem formas, comprem o que gostam. Façam uma paleta de cores ou não, tanto faz.

Estilo vem quando a gente se descobre e expõe nossa personalidade. Não precisa postar foto que harmonize com a outra. Nem só usar objetos preto branco. Nem isso, nem aquilo. Não precisa seguir regras e nem ter medo. Com minimalismo ou não, bora se conhecer, se descobrir e se mostrar de verdade? 
Leiam o post da Babee nesse link: Precisamos falar sobre minimalismos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...